Liberte-se da vítima



O sentimento de vingança, a raiva sobre outra pessoa por nos ter causado sofrimento, todo esse sentimento negativo nos sabota terrivelmente. Quando eu culpo alguém pelo meu sofrimento, sem perceber, estou tirando de mim o poder e colocando na mão dele. Quando quero me vingar de alguém por qualquer motivo, estou me colocando no banco da vítima. Só desejo me vingar quando me enxergo como vítima do outro.

    E na vítima, eu tiro o poder sobre meu destino e escolhas e coloco em outras pessoas. Logo, se o poder está nos outros, eu automaticamente perco minha autonomia energética. Não posso mais criar a minha transformação, prosperidade, saúde, afinal, é culpa do outro o que acontece comigo, percebe? Se alguém é responsável pelo mal que me ocorre, o bem também será responsabilidade de alguém lá fora. É a mesma via. E as pessoas não percebem. Porém, só nos transformamos quando compreendemos e aceitamos que nós somos os responsáveis pelas nossas experiências, em primeira mão. Nós colocamos em nossa vida pessoas que nos machucam, traem, passam a perna, seja o mal que for, nós abrimos a porta.

    Por ignorância? Tudo bem, faz parte! Por inocência? Também, quem nunca? Contudo, assumir que eu sou o canal pelo qual flui a energia que cria minha realidade, LIBERTA-ME. Porque se permiti o mal, posso permitir o Bem. Se deixei entrar quem me sacaneou, posso aprender a permitir quem me fará Bem. Se é a mesma via, compreendendo uma, ganho poder sobra a outra. O vitimismo só rouba de você a transformação que tanto deseja. E lhe afunda na impotência, na condição de não poder mudar seu destino. É isso que quer para si mesmo? Eu creio que não. Então, mude.


Luz e Benção!

Vinícius Francis :-) 

46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A infantil postura de responsabilizar os outros

Relações acabam todos os dias, isso é algo profundamente normal. Com exceção da vida, tudo começa e acaba um dia, é natural esse processo. Porém, a maneira como acaba é que precisa ser avaliada e estu

Amar para ser curado

Há dias venho sentindo de escrever sobre este assunto que tem sido parte da minha experiência espiritual e de algumas pessoas que tenho acompanhado mais de perto. Falar sobre o Amor e seus efeitos em

Mãe, um papel social ou uma amiga?

A resposta para esta pergunta é decisiva quanto à qualidade da relação entre uma mãe e um filho. Sem dúvida, o maior dos amores humanos, o mais abnegado, sincero, dedicado, duradouro. Ser mãe já é em